Se possível...

quarta-feira, maio 27, 2015



Onde isso tudo vai dar? Eu realmente não faço a mínima ideia. Prefiro nem pensar, sabe!? E a razão encontro facilmente nas minhas próprias mentiras. O escárnio que eu mesmo sinto quando penso nas impressões que causo é notório. Mas nada disso interessa, o assunto aqui é você. Desprezo, desejo, dependência, dúvida. Não é exagero dizer que você é um amontado de letras D na minha vida. Diversão, devoção, delírio, demência. Um misto de coisas boas e coisas ruins, uma deliciosa culpa que foi ter me envolvido com a sua misteriosa personalidade, mesmo você dizendo ser tão previsível. Mas entre todos os D’s, nunca passou pela minha cabeça a crueldade de DESISTIR. Eu que nunca fui de fugir dos meus propósitos, não sai correndo de medo do escuro e nunca tirei a sandália de salto alto quando estava machucando meu pé na festa.

Eu não vou me cansar de você. Existe algo forte, uma ligação, que mantém meu pensamento e meu coração atrelados aos teus olhos e aos teus lábios. E as mais de mil razões que você dá para mim deixar isso tudo de lado, tornam-se fúteis e frágeis quando comparadas as formas que te quero aqui comigo. Crio, então, irrefutáveis motivos para seguir imaginando que teremos uma forma de sermos “nós”. Sem prazo, sem regras e cobranças. Apesar do seu jeito bobo de falar que sou livre, eu não sou! Pelo menos desde o dia em que decidi ser só sua.

A verdade é que para mim, liberdade significa poder amar e estar junto de quem eu quero, poder ser eu mesma e me orgulhar disso, poder discordar de você em vários assuntos e mesmo assim entender o seu lado. Confiar em mim e ter a certeza que mesmo você dando a tal “corda” ela não vai arrebentar, o que sinto por você é forte o bastante para que, se for preciso, dar vários nós e ir superando todos os desafios que essa relação me proporciona.
Eu não quero fazer parte da sua vida e ser só mais uma, mulher, boa lembrança, uma fase... Quero que sinta o bem que me faz, que saiba que eu posso retribuir e te fazer feliz sempre. Não é um teste, um jogo, eu já decidi, é você! 
Só peço que seja meu quando estivermos juntos, que entenda, os meus “dramas” fazem parte do meu jeito de demonstrar o que eu quero, sem cobrança, sem implorar, só me abrindo e dando a chance de você fazer o mesmo enquanto pode. Quero a sorte de ser sua em todos os momentos, a sorte de um amor correspondido. É difícil falar o que tudo isso significa pra você, eu sei, mas agora é importante pra mim, preciso sentir essa segurança de que estou fazendo a coisa certa, ou se possível...  Ser só sua melhor amiga. 

Veja também!!

0 comentários