SÉRIE: Bully, Saúde e Preconceitos

domingo, outubro 12, 2014


Oi, oi leitores. Pela primeira vez irei me abrir por completo e contar toda a minha vida e minha história, jamais contada completamente para alguém assim. Confesso que será bem difícil fazer a digitação, pois se trata de uma coisa muito emocional para mim, irie aborda todos os assuntos sobre minha vida e minhas experiências, espero que gostem.

Sem preconceitos por favor!

Bullying

Na sociedade, a maioria das pessoas tem como costume a exclusão daquele que é considerado diferente dos demais. Assim, surge o bullying com suas diversas formas de manifestação. Apelidos, xingamentos e outras formas de ofensa caracterizam esse comportamento agressivo, marcado pelo isolamento da vítima frente àquele que se considera superior. Dessa forma, as desigualdades apenas tendem a aumentar, além da possível revolta daquele que sofre a ação.
    O bullying é direcionado à pessoa que possui alguma característica marcante, como o peso excessivo ou a magreza, cor da pele, estatura física, cabelo, modo de assistir às aulas e de se vestir. Isso geralmente é praticado por aqueles que se consideram superiores aos demais, não dando valor ao próprio modo de pensar da outra pessoa, julgando-a por meros defeitos ou características. Dessa forma, surgem os apelidos e ofensas, motivados pelo simples prazer em humilhar os outros ou pela ausência de instrução familiar, dando margem à falta de bom-senso, solidariedade e igualdade.

" Querida, eu nasci assim "


 A descoberta

Todos da minha família, desconfiam sim, mas como todos tem medo da verdade se fazem de cego. Em uma festa da minha melhor amiga foi onde minha Mãe descobriu tudo, ela me pegou naqueles momentos "Livres" juntamente com meu pai, os dois me viram, olharam e foram embora sem falar nada. Quando terminou a festa fui para minha casa, lá meu pai já tinha ido dormir e somente minha mãe estava acordada, mas como toda mãe tem conhece muito bem seu filho veio falar comigo o que eu queria para minha vida e fez a seguinte pergunta:

Richard, por favor. Me diga, você tem atração por homem?
Eu infelizmente contei a verdade, já chorando muito em uma crise horrível de choro, afirmei:

Mãe, sei que para você aceitar um filho gay é e sempre será muito difícil, ainda mais pelo meu pai ser homofóbico, mas irei falar a verdade, tenho sim mãe. Sei que isso te doe, machuca e te tortura por dentro, mas como viu com seus próprios olhos, não tem como eu fugir.
 Ela me respondeu em seguida:

Não tem como eu cortar seu cabelo, tirar sua internet, mudar seu estilo, te prender, te bater, te colocar de castigo. Quando nascemos sabemos o que queremos para sí mesmo, e nada e ninguém poderar mudar o que VOCÊ ESCOLHEU, dói em mim? DÓI, mas não posso fazer nada que mude.
Eu já chorando muito falei, "Mãe desculpa mãe, por favor" e ela me respondeu com palavras que me abalaram muito:

Não sei onde eu errei, não sei o que fiz para deus meu filho, você é lindo, corajoso, com muita garra e sempre muito alegre, o que mais vai doer em mim, não é a não aceitação da família, e sim o que O MUNDO VAI FAZER COM VOCÊ, MEU FILHO O MUNDO NÃO É UM CONTO DE FADAS COMO TODOS DIZEM E AMOSTRAM, TEM MUITA COISA RUIM, PESSOAS RUINS E MAL QUE IRÃO FAZER VOCÊ CHORAR, TE HUMILHAR E TE COLOCAR PARA BAIXO, eu apenas quero seu bem, por favor meu filho não seja como essas pessoas que você vê, não mude e não se espelhe em ninguém, pois ninguém é igual a ninguém, você deve ser você mesmo.

Após isso não consegui mais conversar e decidimos para a conversa, ao final eu fiz uma pergunta:

Mãe, me da um abraço?
E ela me respondeu:

Sim meu filho!
Se abraçamos e ela me deu um beijo na testa e disse "Independente de tudo, e todos, você sempre será meu filho, MEU FILHO MAIS VELHO, e sempre te amarei". Após o dia seguinte, meu pai não entrou no assunto comigo, e preferiu se manter calado até hoje. Procuro me manter longe do assunto com meu pai e o restante da família, por se tratarem de serem Evangélicos e meu pai Homofóbico, procurarei atingir uma certa idade e uma independência.


Assistam a esse vídeo.


Fases difíceis

Eu sempre fui muito vaidoso, e sempre procurei a Beleza ao Limite, já fiz de tudo para nunca ficar "Cheinho" e sempre me manter em forma além da forma, rs. Com isso já fiz grandes loucuras, como chá de pilha, de algodão, dias sem jantar, meses sem almoçar, semanas sem comer nada apenas bebendo água, e quando eu comia algo, me sentia gordo, obeso, e feio, já partia para o famoso "Dedo da guela" até sair tudo que comeu. Eu tive e tenho até hoje duas grandes doenças Anorexia e Bulimia, luto contra elas até hoje, no dia em que me liguei que estava no meu limite, foi quando fiquei internado 1 Mês no hospital por falta de forças, cheguei a pesar 32 kl com 14 anos e 1,60 de altura de idade, fiquei puro osso e para mim eu ainda estava um obeso. Confesso que minha luta foi grande contra a Anorexia e para a vida, estou vivo, não indico que façam isso e ainda afirmo, nunca façam isso, apenas te mata aos poucos,  A beleza destrói a alma e enveneno o cérebro.


" A beleza machuca
Nós evidenciamos o que temos de pior
A beleza machuca, a beleza machuca
A beleza machuca
Nós evidenciamos o que temos de pior
Tentamos consertar algo
Mas não podemos consertar, e o que você não vê
É que é a alma que precisa de cirurgia "


Bom leitores, fica aqui minha mensagem à todos, espero que tenham gostado, pois foi com muito carinho, até a próxima e beijinhos 


Veja também!!

5 comentários

  1. Velho, eu lendo isso me comoveu demais, porque até mesmo eu sinto atração por mulheres, mais nunca comentei com meus pais, e nem sei se vou, mais o que houve com você, foi de repente, sem mesmo você saber que iria acontecer, eu acho que se eles me pegassem com uma mulher, eu não sei o que aconteceria, mais no seu fato sua Mãe mostrou te apoiar, por mais que doa nela, ela mostrou não te deixar sozinho, e estar com você, mais seu pai seria um pouco mais difícil, mesmo assim acho que não devemos desistir do que realmente somos, algum dia ou outro eles irão descobrir, enfim Richard, se isso acontecer comigo algum dia, acho que irei me espelhar em você, por mais que foi difícil eu achei lindo como sua mãe te apoiou , adorei seu texto, me emocionou :')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadinha Thalia 💞💞❤💙💚💛

      Excluir
  2. Oi Richard, como vai?
    Cara, que legal você se abrir! Te dou mó força, viu?
    Parabéns por sua atitude, tenho certeza que esse post vai ajudar várias pessoas.
    Deve ter sido difícil para você, mas lembre-se que você nunca vai estar sozinho. Sua mãe por exemplo, talvez ela no começo ficou assustada. Mas depois, será que ela não sentiu um orgulho de você? Orgulho sim, porque você conversou, se abriu. Não se escondeu. Você foi você mesmo! Cara, eu acho tão ridículo isso de preconceito. Véeeeeeeeelh, o que que tem homem com homem, mulher com mulher, mulher com homem? Acho que se há amor, o resto que se foda.
    Parabéns por ter superado essas fases, muita força, e se precisar to aqui ;)

    Super beijo ♥
    http://garota-interior.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. O Importante é ser você e ser feliz , adorei o texto que isso sirva para todos aqueles que tem medo de ser o que é pensando no que os outros vão achar <3
    http://diariodabrunamacena.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir