SERIE: Mamães na Adolescência!

quarta-feira, outubro 01, 2014


Oi meninas tudo bem com vocês? comecei o post assim hoje porque tenho certeza que 90% dos leitores desse post será o público feminino.
Mas porque? é que hoje, o post é mais um bate papo, uma conversa íntima que quero compartilhar com vocês e tenho certeza que muitas vão se identificar.
Pra quem não sabe eu tenho 19 anos e sou mãe de um menino lindo (Raphael) de três anos. Desde que fiquei grávida na adolescência, muitas, mas muitas amigas e qualquer menina que eu converso sempre me pergunta várias coisas e tem muitas dúvidas sobre o assunto. Inclusive meus amigos homens, sempre tem as mesmas curiosidades.
Eu nunca tive vergonha de responder e também acredito que tudo serve para criarmos experiência, sendo assim, hoje decidi dividir um pouco com vocês perguntas e respostas sobre esse assunto. Acho legal que hoje em dia quase todas as minhas amigas são mamães ou estão esperando um baby, espero ajuda-las como prometi, e tirar algumas dúvidas também. Então vamos lá?



Antes de começar, quero dizer a vocês que hoje vai ser o primeiro post da série (Mamãe na adolescência). Vou abordar esse assunto e responder dúvidas e contar um pouco de como foi e de como é minha experiência sempre que possível.
O tema de hoje é: Três coisas que eu não sabia antes da gravidez.

  • Reclamar de precisar ir para a escola é errado!
Descobri que estava grávida em Dezembro de 2010,havia terminado o primeiro ano do ensino médio e já estava matriculada no segundo ano de um colégio particular.
Desde que entrei no ensino médio, sempre tive o sonho de concluir os estudos em um colégio particular, porque queria realmente focar nos estudos e compensar o tempo que perdi durante o ensino fundamental, então logo me matriculei para poder seguir com meu objetivo.
Mas os planos mudaram antes que as aulas pudessem começar. Confesso que de primeira mão, eu não iria abrir mão dos estudos por conta da gravidez, mas durante a gestação, minha cabeça mudou muito, comecei a dar tanta importância ao bebê, que gastar com um colégio particular, poderia deixar pra trás muita coisa que poderia ser comprada para ele. Eu acabei decidindo por dar um tempo e esperar me sentir a vontade com a situação, sempre fui a mais cabeça da turma e me sentia envergonhada por não ser mais o (exemplo) e ir para escola grávida era um desafio maior pra mim do que enfrentar a opinião dos meus amigos. Reclamei, e muito! bati o pé contra minha própria vontade de seguir em frente, e me arrependi disso durante um bom tempo.
Consegui concluir os estudos somente esse ano, mas da uma enorme dor no peito em saber que as minhas amigas da escola estão terminando a faculdade. A vergonha também andou comigo durante esse tempo, por isso, se você está se identificando, aqui vai a minha dica: Você já foi corajosa o bastante para assumir uma gravidez, então seja um pouco mais e assuma isso a você a cima de tudo. Não desista da escola, nem da faculdade, se era esses o seus plano. Com certeza os obstáculos aumentam, mas não é impossível. Se você tem bons amigos, são eles que vão te ajudar a enfrentar, e vão estar ao seu lado para te ajudar com os trabalhos quando você tiver que se afastar. Não precisa sair definitivamente como eu fiz, existe uma lei que apoia mães estudantes e da o direito de estudar em casa a partir de um certo mês de gestação. (Eu fiquei sabendo disso bem depois).
  • Nossos pais sempre vão ser nossos melhores amigos.
A pergunta que mais recebi e recebo é: Karol, qual foi a reação dos seus pais quando eles ficaram sabendo, como eles reagiram?
Um dos maiores medos que surge quando ficamos gravidas é, e agora, meu pai vai me matar, minha mãe vai surtar, como vou contar, vou apanhar.. e por ai vai.
Comigo também foi assim, depois de saber que o teste deu positivo eu tinha tanto medo da reação dos meus pais, que escondi isso durante duas semanas. No meio da segunda semana, minha mãe notou um atraso na minha menstruação e começou a me questionar sobre o assunto. Eu sempre dava um jeito de evita-la e quando ela me pediu para fazer um teste, eu recusei. Passado mais uns dias, ela comprou um teste e exigiu que eu fizesse, a final, era melhor saber e decidir o que fazer, do que esperar e preocupar ainda mais ela. Foi então que eu não tive mais escolhas, não tinha mais como fugir, com um ar sarcástico e com medo no olhar eu disse: Não vou fazer o teste porque já sei o resultado.
Na mesma hora ela começou a chorar, eu esperava gritos, chingos, lições de moral e o famoso "eu te avisei". Mas não, ela me abraçou e disse e agora? temos que ir no médico.
No dia seguinte lá estava eu, com o pai do Rapha e minha mãe no médico, comecei o pré natal e tive o apoio da minha mãe que era a pessoa que eu mais temia.
Mas e meu pai? como vou contar a ele. Mulher sempre tem uns arranco rabo, comigo e com a minha mãe não era diferente, mas meu pai, sempre foi tranquilo, nunca o decepcionei e sabia que isso seria muito decepcionante para ele. Eu tremia só de pensar o quanto isso ia ser doloroso pra ele. Não consegui contar, apensar da pressão do pai do Rapha e da minha mãe, eu não tive o olho a olho, minha a vó (mãe dele) foi quem deu a noticia. Ele chegou em casa e ficou calado durante uma semana. Imagino o tanto de coisas que ele pensou, refletiu...
Depois de uma semana eu ganhei o primeiro presente de dias da mãe e também do Rapha. De quem era? do meu pai!
Por mais que você leia isso e pense, a mais comigo não seria assim, não tente prever o futuro porque ele nós surpreende quando menos esperamos e sim! aprendi que meus pais são meus melhores amigos. Porque sempre fui uma das garotas mais populares da escola, sempre cercada de amigos, sempre nas melhores festas e hoje conto nos dedos de uma mão, os que ficaram do meu lado e estão até hoje. Meu pai, minha mãe, a madrinha do Rapha, minha melhor amiga a doze anos e o pai do Rapha.

  • Um segundo pode mudar toda a sua vida.
Todo mundo me pergunta isso, mas eu não me arrependo em nenhum momento de não ter tomado a pílula, eu não sou contra. No meu caso, já namorava a dois anos e confiava e confio até hoje no meu parceiro. Cada caso é um caso, mas quando você se sente segura, passa a entender que tudo tem sua hora certa pra acontecer, acredito mais em Deus do que na medicina. Tantas mulheres no mundo que tentam e fazem milhões de coisas para conseguir engravidar e não conseguem, porque recusar e me arrepender desse presente e dessa oportunidade que Deus me deu. Minha vida virou sim de cabeça pra baixo, tive que amadurecer e criar responsabilidades bem antes do que esperava. Tive que abrir mão de muita coisa e a cima de tudo encarar a realidade e enfrentar de cabeça erguida.
Aquele famoso comentário "criança cuidando de criança" eu ouvi muito, mas sempre tive a resposta na ponta da língua.
Posso ser criança, mas se Deus achou que eu estava pronta, eu vou estar e não vou lhe decepcionar.
Sonhos não precisam ter datas para serem realizados, nesse ultimo ano eu pude ter certeza disso. Minha vida voltou ao normal, meus planos, projetos e objetivos que estavam pausados agora estão em play, eu posso me orgulhar e dizer que a cada dia tenho a chance de crescer e aprender com o Rapha.
Coragem!... Deus promete que não virá sobre nós provação maior do que aquela que pudermos suportar. Fiel é Deus que, juntamente com a provação, dará também o escape para que a possamos suportar. Ele nunca falha, pois não pode negar-se a Si mesmo (I Coríntios 10:13; II Timóteo 2:11-13). 

Lembra-te de Jó. Como sofreu às mãos do inimigo, mas, na hora certa, e quando já ninguém podia esperar, nem confiar, "o Senhor mudou a vida de Jó, enquanto orava pelos seus amigos, e lhe acrescentou outro tanto e em dobro tudo quanto possuia antes... e assim abençoou Deus o último estado de Jó, mais do que o primeiro... e teve filhos e filhas, que ele viu, feliz, até à quarta geração" (Jó 42:10:17).
Deus não nos dá um fardo maior que possamos carregar. (1 Corintios 10:13)


Meu eterno melhor amigo é o meu amor!

Então é isso, abordei três temas sobre esse assunto e toda semana irei fazer temas diferentes para responder as dúvidas e também falar minhas experiências e dar dicas.
Se você gostou, não esquece de comentar, deixar sua pergunta para o próximo post da serie e também seguir o blog para saber das novidades em primeira mão.
Um super beijo e até a próxima!

Veja também!!

17 comentários

  1. Que história de superação, ein? Parabéns por ter conseguido dar a volta por cima. Passei a ti admirar .
    História fantástica!!
    myobsessionns.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Soffia, é um prazer ter você sempre por aqui.
      Um super beijo! ♥

      Excluir
  2. Oii Karolini , super amei seu post muito bem explicado seu filho é lindo :D
    Acabei de começar no blog, e segui aqui se puder segue o meu também.
    Beijoos e fique com deus
    www.pimentapiink.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda, com certeza vou passar pra conhecer seu Blog.
      Volte sempre para conferir as novidades, um super beijo! ♥

      Excluir
  3. seu texto ta tao lindo que eu mentiria se dissesse q n fiquei com lágrimas nos olhos! parabéns, continue sendo um exemplo de mamãe karol!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mary, fico muito feliz por ter gostado.
      Um super beijo! <3

      Excluir
  4. que história linda,me arrepiei ao ler o momento em que sua mãe te abraçou. E seu pai te dando um presente do dia da mães é de ficar sem reação. Parabéns por ter sido forte eu no seu lugar teria enlouquecido,não me imagino numa situação dessa. Mas é como você disse tudo acontece na hora certa e Deus sabe quando estamos preparados para qualquer desafio. Seu filho é lindo uma benção de Deus!

    Um beijão www.combatomblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Linda, é uma benção mesmo.
      Quando achamos que não estamos preparados, Deus nos mostra o contrário e vai dando forças para se preparar rs.
      Obrigada pelo carinho e volte sempre, um super beijo! ♥

      Excluir
  5. Oi, passeando pelo Facebook te encontrei. Queria te dizer que já estou participando do seu blog, bem como te adicionei no G+ e curti sua pg. Seu blog é muito interessante. Belo trabalho!
    Quando puder dá uma passadinha no meu blog.
    Abraços
    www.fatoscuriososdahistoria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mauro nossa que bom receber você por aqui. Obrigada pela sua visita estou muito feliz em ter leitores como você em meu Blog, volte sempre hem rs.
      Pode deixar, vou conhecer seu Blog e comentar por lá.
      Um super beijo e até logo! ♥

      Excluir
  6. Linda sua história!! Dois lindões HAHA
    Lindona eu atualizei meu post do google analytics viu?!
    Coloquei o passo a passo , se quiser dá uma passa lá beijos e sucesso!
    http://thamiristiziana.blogspot.com/2014/10/google-analytics-entenda-como-funciona.html

    ResponderExcluir
  7. Aí que historia linda
    e seu filho eh super fofo!
    Beijos www.jessicarcoelho.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jéssica, um super beijo e volte sempre! ♥

      Excluir
  8. Mds amiga :'), só agora que vi, que história linda viu? Sinceramente me arrepiei com seu exemplo de superação! Vou refletir muuuuuuito em sua história, sério mesmo!
    Continue enfrentando tudo de cabeça erguida e mantendo a fé em quem é maior! Alias agora vais ter um companheiro pra vida toda, seu filho!
    Alias que menininho lindo, viu? rsrs.

    Beijos lindona♥
    www.paravocemesmo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah amiga obrigada rs, é meu companheiro mesmo. *-*
      Muito obrigada pelo carinho, um super beijo! ♥

      Excluir
  9. Bem eu acharia um pouco difícil se eu fosse mãe por que é ate mais uma responsabilidade né, mais eu quero que de mais do que certo pra você e seu principe que vai cuidar dessa mamãe bunita !!

    luizacharme.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Luiza, volte sempre para conferir as novidades e sucesso com seu Blog.
      Um super beijo linda! ♥

      Excluir